O Relançamento das antigas colunas do Blogueando está dando o que falar em termos de repercussão. Esta coluna vai abordar como são divulgados certos fatos nas Redes Sociais que abrangem a nossa cidade e região!!!

 

Celular

Vamos falar e analisar alguns exemplos, onde apenas divulgar informações sem apurá-las é risco eminente de fazer um servicinho porco, mal feito e de péssima qualidade.

 

Celular 1

Vocês lembram quando divulgaram que a Câmara de Caraguá teria comprado Celulares Chineses para os seus Vereadores, fato que não tem nada de extraordinário.

 

Celular 2

Aliás dizem que os celulares da marca Chinesa Xiaomi, teriam um chip espião, que grava e rastreia todas as operações realizadas pelo proprietário, enviadas automaticamente e diretamente para Pequim, na sede do Serviço Secreto Chinês.

 

Celular 3

Bom, Teorias da Conspiração a parte a questão que causou tanta efervescência, diz respeito a compra de 15 aparelhos, como se isso fosse algo venenoso, proibido, pecaminoso.

 

Celular 4

Para começar é direito dos Vereadores terem um aparelho celular, que estará em nome da Câmara e não do Vereador, para facilitar a comunicação entre eles e da Câmara para com eles.

 

Celular 5

Se você analisar, a Prefeitura procede da mesma maneira, quando o Prefeito, o Vice, o Secretariado e até os cargos do segundo escalão, possuem aparelhos em nome da Prefeitura, sob a guarda e responsabilidade do seu portador.

 

Celular 6

O que deixou os “Denunciadores de Plantão” inquietos foi o fato de haver divergência entre os valores pagos no Portal da Transparência do Legislativo e os valores anunciados pela loja que vendeu.

 

Celular 7

O que difere um Denunciador de Plantão de um Jornalista de verdade é que o primeiro recebe ou lê a informação e espalha aos quatro cantos, enquanto que o segundo recebe a informação, checa as partes, analisa o fato e ouve a outra parte para publicar posteriormente.

 

Celular 8

Outro ponto que difere o Denunciador do Jornalista é que o primeiro recebe ou lê em algum lugar a suposta “bomba”, publica pela metade e em seguida corre para o Ministério Público.

 

Celular 9

É bom frisar que não é tarefa do Jornalista levar assuntos para o MP, assim como Promotor ou Juiz não passa pauta para Redação.

 

Celular 10

Jornalista só compartilha assunto com a Justiça, quando recebe uma denúncia e participa da mesma para verificar a sua veracidade.

 

Celular 11

Um exemplo disto ocorreu a vários anos, quando um Jornalista da TV Globo recebeu a informação de que haviam drogas sendo vendidas pela Internet e entregues pelo Correio.

 

Celular 12

Ao saber o Jornalista testou o sistema, fez a compra e recebeu em casa pelo Correio. Após a chegada da encomenda ele levou o pacote até a Polícia Federal e mostrou o que estava acontecendo.

 

Celular 13

Como se vê, é necessário ouvir os dois lados da história, ao invés de sair “denunciando” sem saber a razão principal do fato e de acordo com a resposta da outra parte, você tira as suas conclusões sobre o fato, escrevendo de modo opinativo.

 

São estes fatos que fazem a alegria dos Internautas e o bom trabalho da Redação do Contra & Verso!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *