Esta coluna é fogo, pois você começa a escrever e os fatos vão surgindo e não tem parada. Acompanhe mais uma etapa dos Bastidores Políticos locais.

 

O Voto 1

Com base na coluna anterior, frisando que se Antonio Carlos sair a Deputado Estadual, estariam fora do embate os filhos Mateus e Michele.

 

O Voto 2

Não importando o número de votos em 2022 seriam carta fora do baralho visando 2024 os irmãos AC Júnior e novamente Mateus, pois o ex-Prefeito tentaria a Prefeitura novamente.

 

O Voto 3

Voltando as Eleições Gerais deste ano surge um nome com fortes propósitos e uma grande equipe de apoiadores, visando a vaga como Deputado Estadual.

 

O Voto 4

Trata-se de Carlos Lothar, Servidor na Secretaria Estadual do Meio Ambiente e com ligações antigas para com Caraguá.

 

O Voto 5

Na equipe de apoiadores constam nomes como Nivaldo Alves, Gílson Mendes, Celso Pereira, dentre outros.

 

O Voto 6

Outro nome que surgiu no horizonte mas mostra-se incerto é o de Ribamar Silva, Vereador e Presidente da Câmara de Osasco.

 

O Voto 7

Na equipe de apoio o nome mais falado é o do ex-Vereador Duda Silva, que prepara-se para 2024.

 

O Voto 8

Quando falamos em incerto diz respeito a uma empolgação momentânea que de repente esfriou. Não se sabe ao certo o motivo.

 

O Voto 9

Na sua última visita Ribamar conversou com Baduquinha, Ceará e até Mateus Veneziani, dentre outros que não vale a pena citar.

 

O Voto 10

Caso você esteja questionando porque não se comenta de candidatos da terra para nos representar em São Paulo ou Brasília, teremos que voltar a velha máxima onde as lideranças locais não se entendem quanto a escolha e o apoio de um nome.

 

O Voto 11

Outro ponto que diz respeito a não se comentar nomes locais, vem do fato que alguns nomes não pagam para ser e outros, por serem maléficos demais, ganham o apelido de “Mate Leão – Já vem queimado”.

 

O Voto 12

Mas Eleição Geral não é assunto assim tão sério. O ex-Ministro Abraham Weintraub esteve na cidade e quando teve a chance de dizer ao que veio, simplesmente fez analogia com cachorros para falar sobre seus adversários ao Governo Estadual.

 

O Voto 13

Não é a toa que ganhou espaço no Contra & Verso com uma Foto Legenda intitulada “Cachorrada Eleitoral”.

 

Seja em texto, seja no Blogueando, o Contra & Verso noticia o que de melhor acontece na política local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *