E a chamada Dança das Cadeiras teve início na Prefeitura de Caraguatatuba. Pelo visto as alterações serão feitas a conta gotas e vem ocorrendo. O atual Prefeito – o de Fato – prometeu anunciar oficialmente as mudanças. O Contra & Verso como sempre se adianta e informa o que já é real e o que os bastidores propagam pelos cantos da cidade. A dança começou pela Habitação.

O Vereador Duda Silva, aquele que foi traído na Eleição da Mesa Diretora do Legislativo, recebeu o convite e aceitou chefiar a Secretaria Municipal de Habitação, que tem como principal trabalho a Regularização Fundiária, além da solução do déficit habitacional do município, que é grande na cidade. Resta saber se com ele também não haverá conflito de mando como o que Carlos Cogo teve com Marcos Kinkas e que originou a sua saída.

A novidade de todo este movimento fica com as Secretarias de Educação e Administração. A primeira, ocupada pela Professora Márcia Paiva, no lugar de Ricardo Ribeiro e a segunda, recentemente ocupada pelo Servidor Municipal e ex-Vereador Pedro Ivo Tau, no lugar do Super Secretário Ricardo Romera tem interessantes detalhes técnicos. Ambos são Secretários Adjuntos e se manterão assim chefiando as respectivas Secretarias. Segundo consta ambos não serão nomeados Secretários devido a detalhes técnicos relacionados aos vencimentos.

No restante são vários os comentários e conjecturas sobre diversos nomes e Secretarias. Com Pedro Ivo na Administração, ocupando a vaga de Adjunto mas com poderes de Secretário, fato esse que desagradou Ricardo Romera, que buscava um substituto de sua confiança pessoal e total, afastam-se as possibilidades de Tato Aguilar – O Mimado – assumir a pasta, pois teria recebido negativas do irmão e do pai e não duvido nada da mãe e namorada também!!!.

O dueto Urbanismo/Meio Ambiente vem dando o que falar pelos corredores políticos da cidade. É dado como certa a troca entre Ricardo Gaspar e Marcel Silva, sendo que no caso de Gaspar há quem diga que será exonerado ou que iria para outro setor da Prefeitura. Já Marcel, que não tem conhecimento aprofundado em Urbanismo, iria para a pasta pelo fato de ser um obediente apoiador e devoto dos Bagres que comandam o poder na cidade. O maior absurdo é que as críticas contra Gaspar vem do fato de levar os códigos de Urbanismo e as leis referentes ao assunto ao pé da letra.

Caso vingue a infeliz exoneração de Gaspar falam que assume Auracy Mansano, irmão mais velho do Vereador e líder do Governo no Legislativo, Aurimar Mansano. Há tempos perguntado sobre o assunto o Vereador negou o fato, mas atualmente falam que a indicação seria moeda de troca pelo voto na Eleição da Mesa Diretora e para Líder do Prefeito no Legislativo.

O quesito Sesep é outro que se tornou delicado no meio político do atual gestor na cidade. O convite feito para Fernando Cuiú – Vereador e ex-líder do Executivo na Câmara – esbarra numa simples, porém crítica questão. Se Cuiú aceitar a vaga do suplente que assume é a de Valmir da Colônia, Vereador Tucano e fiel amigo do ex-Prefeito Antonio Carlos da Silva. Este é o único detalhe que afasta Cuiú do seu novo endereço de trabalho. Por outro lado uma linha tênue de comentários falam que Cristian Bota iria para a Sesep, visto que está sem mando no Turismo, pois a maioria dos contratos e ações vem sendo feitas pelo Gabinete do Prefeito.

Fugindo do assunto Dança das Cadeiras mas mantendo o foco na política é dado como certo que Campos Júnior não aparecerá no santinho da reeleição para o Executivo em 2020, pois o atual Prefeito – O de Fato – quer o atual Secretário de Governo, Neto Bota – O Maléfico – para o cargo. Ao mesmo tempo o atual Presidente da Câmara, Carlinhos da Farmácia – O Carteirão – alardeia pelos quatro cantos da cidade que será ele o vice. Neste caso, para um Carteirão se tornar um Sonhador é um pulo. Por outro lado dizem que estas conjecturas são pura balela, pois para o Maléfico, 2020 é o ano de sair a Prefeito, sem qualquer outra alternativa. Uma decisão como esta mostra claramente que o grupo está a um passo do racha.

E como a palavra racha foi citada, são fortes os comentários de que o Prefeito não terá mais do que seis Vereadores a seu favor no próximo ano, seja para a campanha da reeleição, seja para a aprovação dos projetos no Legislativo. Não ouso publicar o nome do bloco “Tô com os Bagres”, pois este é um assunto instável demais e muda a cada minuto!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *