Quem anda pelo calçadão da Avenida da Praia pode até ver a mureta quebrada em determinado ponto e nele uma rampa feita de tijolos, mas não deve se lembrar a origem do problema. Passado mais de um ano a mureta continua quebrada, a rampa continua construída e nenhuma solução foi dada, bem como as informações e promessas não foram cumpridas.

Em 28 de dezembro de 2017, na calada de uma noite chuvosa, funcionários do Black Circus, um circo beneficente, a mando da Prefeitura, quebraram a mureta da Avenida da Praia na altura do Quiosque do Flávio para a construção de um acesso ao circo, que seria instalado naquele local.

Mas a obra foi feita em vão. Dias depois a direção do circo mudou o local de suas apresentações para o terreno onde o atual grupo político quer construir a Prefeitura, entre as ruas São José e Caçapava. O circo mudou de lugar mas a mureta e a rampa foram mantidas. A Secretaria de Comunicação do município (Secom) informou na época que após a saída do circo a rampa seria desfeita e a mureta reconstruída.

Em cinco de março de 2018 o Blog Contra & Verso publicou texto informando que a informação da Secom não havia se concretizado. Em nova resposta foi dito que estava em estudos uma nova via de acesso para os cadeirantes à Praia do Centro.

Mais de nove meses se passaram e tudo continua como Dantes no Quartel de Abranches, ou seja, a mureta continua avariada, a rampa continua construída e nada foi feito para aproveitá-la como um novo acesso aos cadeirantes na única praia do centro da cidade. Ao que parece ou a Prefeitura fala apenas por falar, não cumprindo o que se propõe a fazer ou a Comunicação emite qualquer resposta para esconder os erros e não deixar os veículos sem resposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *