O Verão está chegando, a Economia tenta recuperar as perdas, Caraguá e o Litoral Norte estão retomando o seu dia-a-dia e nesta trama há sinais visíveis e favoráveis que os Turistas virão lotar as Casas de Temporada, os Hotéis, as nossas Praias e a estrutura Gastronômica, porém um dilema continua em alta: Precisa ter shows musicais durante a Temporada de Verão???

O Verão é a principal época do ano, seja no Brasil como no Litoral Norte. Com mais de oito mil Quilômetros de praias, que vão do Rio Grande do Sul até o Rio Grande do Norte, o período de Dezembro a Março aquece as vendas, o ego e o psique das pessoas, a cidade e o país como um todo, que se manifesta de forma diferente nesta época, com imensa repercussão nos Veículos de Comunicação da América do Norte, Europa e Ásia.

Analisando o período o que temos; Férias Escolares, Réveillon, Carnaval, Sol forte, muito Calor e Praias lotadas, onde o prazer está em se dourar ao sol, mostrar as marquinhas para as amigas, ostentar o regime feito por longos meses apresentando o corpo moldado e sarado em curvas e formas, estreando os melhores e mais caros biquínis, curtindo uma porção de Camarão com uma Cerveja bem gelada a beira-mar, andar mais a vontade, de forma displicente e se estiver acomodado em Casa de Veraneio, fazer aquele churrasquinho jogando conversa fora com os amigos, dentre outros.

Nesta miscelânea de tarefas e afazeres as Prefeituras adotaram como praxe a apresentação de Shows Musicais no período noturno, como forma de criar um entretenimento a mais para quem nos visita durante a temporada mais quente do ano, uma opção a mais para cativar os visitantes, fazendo com que retornem na próxima temporada ou até na baixa temporada, pelo agrado feito.

A pergunta que não quer calar é; Existe a necessidade deste entretenimento noturno se as cidades do Litoral Norte tem atrativos para dar e vender nestes famosos 90 dias??? Numa conta simples o Litoral Norte, composto por Caraguatatuba, São Sebastião, Ubatuba e Ilhabela possuem mais de 70 praias dos mais variados tipos, tamanhos e modelos. Temos praia para família, para o Surf, para Velejar, para a paquera e o Match, para Pescar, para descansar e admirar a paisagem e até para o Condicionamento Físico do nosso visitante. Baseado nisso uma agenda noturna vai melhorar em que a estada do Turista ou do Veranista???

Em termos de valores os gastos das Prefeituras podem ser considerados desnecessários, com o montante investido em outras áreas da Administração Pública, como Infraestrutura Urbana, Segurança Pública, Educação, Saúde e Esporte. Outro ponto a ser analisado é que sem Shows Musicais o visitante terá mais tempo para gastar na rede de lojas, bares e restaurantes da cidade, sendo que com os shows, dependendo do horário e da demanda ou ele encontrará tudo fechado ou irá se “abastecer” no comércio informal e por vezes, irregular.

O Prefeito Felipe Augusto já se manifestou que São Sebastião não terá shows no Verão 2021/2022 devido à falta de verba, apresentando grupos musicais locais, de temas variados e muita qualidade musical. Já o Prefeito Aguilar Júnior comunga da mesma opinião em não realizar os Shows Musicais, que segundo pesquisa, tiveram aumento considerável nos cachês dos artistas, o que inviabiliza o Orçamento Municipal. Ubatuba e Ilhabela ainda não se manifestaram oficialmente sobre o assunto.

O leitor deste texto consegue acreditar que o Turista ou Veranista deixará de vir para o Litoral Norte se no cardápio de eventos não constarem Shows Musicais??? Com a seleção de praias e eventos matutinos e vespertinos que certamente acontecerão e tendo em vista as opções Gastronômicas existentes, além do sol forte, muito calor e as chuvas de Verão de praxe, o visitante estará bem servido quanto as opções para aproveitar o Verão no melhor Litoral do Brasil.

Falando em termos de Turismo profissional, o melhor seria preparar Shows Musicais na baixa temporada, pois o Turista é condicionado a nos visitar apenas no Verão, por falta de um trabalho mais específico sobre o assunto e nos meses de Abril, Maio, Junho, Julho e Agosto, teríamos um movimento acima do normal, com aquecimento da economia local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *